Tava olhando o bobagento e vi esse vídeo no blog:

Tá, não vou dizer que sai dando mil gargalhadas porque não foi isso o que aconteceu. Mas achei divertido e até bonitinho o que eles fizeram. Eles se deram a chance de serem felizes, nem que por um minuto (que é a duração do vídeo). Primeiro, fiquei pensando se a gente realmente tem esse tipo de oportunidade no nosso espaço de trabalho: para, descontrai, ri um pouco de ti mesmo e dos outros…depois, com muita consciência e competência, volta pro trabalho. Sinceramente eu acho que depende mas, na maioria das vezes, eu acho que não.

Depois eu pensei se eu tenho me dado esse tipo de oportunidade de ser feliz. De rir de mim mesma e fazer “gracinha” assim de graça sem pensar se vão falar, bem ou mal, ou até se vão fazer vídeo pro youtube.  A impressão que me dá é que com o “politicamente correto” do facebook e essa eterna vigilância que a internet e os meios de comunicação nos trazem, a gente simplesmente fica com medinha de fazer algo errado e cair no politicamente incorreto (mesmo que, as vezes, ele seja divertido).

Achei tão legal e sincero ver que eles puderam relaxar e se divertir com tão pouco, no caso, com um carro com o som alto passando na rua. Afinal, não há nada de errado ou feio no que eles estão fazendo. Eles estavam sendo felizes e,  naquele momento, era isso o que importava.

Quando é que a gente vai brincar de ser feliz?

Beijos

Anúncios